Home » Notícias » Impacto do coronavírus para motoristas de Uber

Impacto do coronavírus para motoristas de Uber

Não é difícil imaginar que os efeitos do coronavírus estejam prejudicando diversas categorias de trabalhadores. Mas há uma dúvida especial em relação a quem trabalha de Uber, já que esse serviço continua funcionando e representa renda mensal para diversas famílias brasileiras. Então, qual vai ser o impacto do coronavírus para os motoristas do aplicativo? Veja tudo a seguir:

Com a situação de desemprego que o país já enfrentava antes do surto de coronavírus, muitos brasileiros precisaram atuar como motoristas de Uber para garantir uma renda extra ou, muitas vezes, a única renda mensal.

E desde que a quarentena foi anunciada, esses trabalhadores entraram em contato com a Uber para entender qual a previsão esperado para os motoristas de aplicativo.

Bem, em primeiro lugar, é interessante ressaltar que esse serviço continua operando através do aplicativo, mas os motoristas precisaram se adaptar e tomar novos cuidados.

São exemplos dessa nova realidade a higienização constante das mãos com o álcool em gel, já que nem sempre os motoristas podem te acesso a um banheiro para estar sempre lavando as mãos e o mínimo contato com os passageiros, sempre preferindo que os mesmo se alinhem no banco de trás.

Além disso, alguns motoristas têm sido receosos em relação a lotação máxima, de 4 pessoas. Sendo preferível levar até três passageiros, que irão no banco de trás.

Um outro fator que entrou para o dia a dia dos motoristas foi o uso do ar condicionado, que não é recomendado por especialistas de saúde. É preferível que os motoristas de aplicativo circulem com os vidros abertos.

Mas além das adaptações que os motoristas de Uber precisaram aderir, quais os impactos econômicos dessa situação? Bem, como mencionado, o serviço de viagem por app continua operando, o problema é que com menos pessoas circulando, existem menos pessoas solicitando o serviço.

Para tentar reverter essa situação, a empresa pode estar oferecendo alguns descontos Uberpara incentivar as pessoas a circularem mas através desse serviço, entretanto, a medida não garante que esses trabalhadores possam ter a mesma renda de alguns meses atrás.

Então, o motorista precisa lidar com um risco eminente de saúde e ainda, estar preparado para uma redução considerável do seu serviço, que causará uma diminuição da renda total no fim do mês.

Especialistas da economia recomendam que quem trabalha com esse serviço esteja a disposição para amigos e parentes, oferecendo viagens mais baratas a fim de manter uma renda e quem sabe, ter menos riscos de ser contaminado pelo coronavírus.